domingo, 6 de novembro de 2011

A origem de "olé" e "ola" no futebol

Eis mais um texto da nossa seção Etimologia! Bem, e como vocês sabem, aqui, eu faço comentários sobre a origem de alguma palavra. A última, foi "poleiro", que à primeira vista não parecia fazer sentido. Entretanto, depois que descobrimos que no nosso português mais antigo havia o vocábulo polo (com timbre fechado, não tem nada a ver com Pólo Sul ou Pólo Norte, hein!), as coisas ficaram mais fáceis: polo  = frango.
(DVD do desenho "A Vaca e o Frango", na sua versão em espanhol da Espanha.)

O morfema -eiro sempre possui relação com o seu radical (como todos os morfemas), exemplos: galinheiro e galinha; poleiro e polo; frangueiro e frango. (Então... ihhhh! Polo e frango são sinônimos, mas com o morfema -eiro, tornam-se palavras com significados totalmente diferentes!)

Então, como vocês sabem, "frangueiro" no futebol é o goleiro que levou um gol bobo. O frango, aquele mesmo, que é engraçadão quando ocorre com o rival, mas quando é com o time que nós torcemos... a gente fica boladão! Ó, mas já que estamos falando de futebol, é melhor que encerremos logo essa história de "poleiro" e que nos concentremos de vez em falar sobre o esporte mais popular do mundo. Pois falar de futebol será importante para o objetivo desta postagem: falar da origem de olé e ola. Então, para mais informações, liguem para o número dos desenhos animados 5555-5555 (falar com o Frangolino) ou cliquem aqui: A origem de "Poleiro"

Meu caro leitor e minha cara leitora, se você chegou até aqui, meus parabéns! Talvez tu tenha caído aqui via pesquisa no glorioso Google, digitando as palavras-chave do título desta postagem (ou não) e... tcharã ! (onomatopéia daquela musiquinha legal). Apareceu este belo blog aqui... Mas aí, não perde a paciência, não ! Continua lendo, falou?(Bola da bandeira mexicana, uma águia faminta devora a serpente!)

Mas agora, sim! Finalmente! Vamos falar da etimologia da palavra olé. Bem, essa interjeição vem do espanhol. É... isso parece ser bem óbvio, ? Já que a palavra também nos faz lembrar das touradas e alguns outros esteriótipos hispânicos. Mas aí, há uma história sobre olé (não falando de jornal argentino, não, hein!) que explica a sua "emigração" do espanhol para o português.

No final da década de 50, o super-hiper-ultra-mega timaço do Botafogo foi participar de um torneio no México. O Fogão era "apenas" a base da seleção brasileira campeã do mundo e, num jogo contra o famoso clube argentino River Plate, aconteceu... pobres hermanos! Aí a torcida méxicana gostou do espetáculo do Glorioso e começou a gritar oléééé (em espanhol se pronuncia olê.) Os dribles do Garrincha eram sem iguais! (nem preciso falar mais nada, você com certeza já viu os vídeos dele) O adversário "passava igual uma vaca" (donde será que veio essa expressão? Olé era só para touros hehe)
La ola também veio do espanhol, e a tradução é "a onda". Na Copa do Mundo de 1986, realizada no México (olha ele aí de novo) a ola deu um hola para o mundo e daí se popularizou em vários países, inclusive aqui. A ola foi um grande marco da Copa de 86. Assim como a vuvuzela foi um marco à Copa de 2010, na África do Sul. Por falar nisso, é bem provável que haja a palavra vuvuzela nos próximos dicionários, sendo o sinônimo de "corneta" (assim como ocorreu com ola e olé, a língua é viva!) É incrível como o futebol e os estrangeirismos podem mudar o nosso idioma, ? É show de bola isso!

Então, é isso, as "irmãs" olé e ola são estrangeirismos espanhóis, que vieram para enriquecer o nosso vocubulário futebolístico no português, dando um "tempero" a mais nos nossos estádios e na torcida pelo nosso time do coração.

iHasta la próxima!

2 comentários:

Meninas & Mulheres disse...

muito bom seu blog heeim , estou seguindo me segue tb ?

http://meeninasmulheres.blogspot.com/2011/11/amor-avassalador.html

luan rodrigues disse...

Olé é uma palavra árabe introduzida na península Ibérica (Portugal e Espanha) durante o domínio Mouro nesta região, e o seu significado é Alá.